Calendário das cerimônias do Candomblé do terreiro
no vilareijo do Barro Branco
05 à 06 de Janeiro Egum velho chamado Babá Olucotum
02 de Fevereiro Presente ã rainha do mar - Yemanjá
Abril Sábado de Aleluia
24 de Junho Egum velho chamado Babá Oba Erim
07 à 08 de Setembro O Rei da Casa, Babá Agboulá
13 à 14 de Setembro Babá Cabaca
02 de Novembro Obrigação de Finados

 

Tradição de Nossa Maçonaria Negra Africana


A
religião africana chegou em Salvador na memória dos escravos iorubás e nagôs que praticavam seus rituais em roças afastadas da cidade. Esses locais tinham uma ou várias casas para a celebração dos cultos aos orixás e uma area de terra, limpa e plana, onde eram realizadas as festas públicas, os terreiros de candomblé.
Nos últimos anos, os terreiros não só passaram a ser respeitados, como também servem como lugar de apoio espiritual aos praticantes de diversas religiões.



Dirigido por uma Lalorixá (mulher) ou por um Babalorixá (homen), o terreiro pode ser visitado em dias previamente marcados e nos dias de festa. Estas acontecem segundo um calendário próprio, geralmente com atividades internas pela manhã e a partir da tarde recomeçada publicamente com o pada, seguido dos cânticos para chamamento dos orixá.


Obs.:
Caso os visitantes queiram assistir a uma festa que não esteja incluída no calendário, deverão contribuir com a quantia de R$ 4.000,00
Para marcar e organizar a sua visita ao terreiro, fale com a gerência da Pousada.
( Distância da Pousada até o terreiro - 400m )
Desconto na hospedagem para os visitantes do terreiro.
Mergulho Candomblé